quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

A Persuasion webseries: Rational Creatures

Olá, 
Eu finalmente parei pra ver a webserie de Persuasão 

insta RC

Rational creatures é bem diferente de Lizzie Bennet Diaries, a webserie cult de Orgulho e Preconceito. Dividida em temporadas, RC tem episódios curtinhos e personagens modificados, começa pelo capit 7 do canon e tem um Cap Wentworth fora de série! Desculpe o trocadilho.


Vamos por partes, como diria Jack. 
insta RC

A produção é muito bacana, girls only, veja o que diz o site oficial: 'Inspirada em Persuasão de Jane Austen, RATIONAL CREATURES
é uma comédia romântica com drama (dramedy) criada e produzida 
por uma equipe multinacional de cineastas.  
É a história moderna e inclusiva de Jane Austen que você não sabia que queria.'

Sacou multinacional?
Sacou inclusiva?
Deixou de ler surpreendente! 

Na equipe tem gente de toda parte dos EUA e da Inglaterra e curiosamente só uma cita Jane Austen na bio. A pluralidade é ouvida nos episódios, os sotaques são nítidos. Se vc, como eu, assistir os episódios ccomentaos pelas criadoras, vai notar ainda mais diferença nos sotaques!
Diferente da LBD que tinha cara de profissa, esse é caseiro o que faz a gente se sentir mais dentro da trama... que de cara eu custei a sacar. Precisei parar nos créditos pra identificar personagens. Pra quem é pateta distraída como eu, listo e correspondo personagens com o canon. (Senti falta disso no site oficial)
Ana Elias - Anne Elliot
Fred Wentworth - Cap Wentworth 
Marisol Musgrove -Elías - Maria, irmã de Anne
Louis Musgrove - Louisa, cunhada da irmã de Anne
Charlie Musgrove -Elías - Charles, marido de Mary, cunhado de Anne
Ben Wick - Cap Benwick, amigo de Wentworth 
Sophie Wentworth - Sophia Croft, irmã do cap Wentworth 
Guillermo Elías - Sir Elliot, pai de Anne, Mary e Elisabeth
Henrietta Musgrove - irmã de Louisa, tb cunhada da irmã de Anne
Russell Musgrove-Elías - Charles & Walter, filhos de Mary irmã de Anne


Tem personagem que é homem no cânon e aqui é mulher, mulher que é homem, personagens unidos em um só, tudo lindinho como uma fanfic deve ser. 
Vou resumir aqui: Ana mora com o pai que tem um negócio falido de viagens. Como está dura porque o pai nem paga mais salário a ela, a irmã Marisol chama para passar uma temporada na casa dela e da esposa Charlie e do cachorrinho Russel. Lá ela arruma trabalho em uma cafeteria e passa a conviver com a família da esposa da irmã, irmãos Louis e Henrieta + colega de quarto do irmão, Ben Wick. Sem querer querendo, a irmã Marisol esquece de avisar que Sophie, a irmã de Fred, namoradinho de escola de Ana,  está morando no mesmo prédio e... está vindo visitar.

Falta ainda muita gente boa aparecer nessa trama! A irmã mesquinha-estilo-Caroline-Bingley de Anne (Elisabeth), as grandes damas de Persuasão (Lady Russel e Lady Dalrymple), William Elliot o herdeiro do título …


As criaturas de Austen

Palavra engraçada essa, forma mais engraçada ainda de se referir a alguém. Por curiosidade, procurei as menções que Austen fez de 'criaturas'. Listo algumas:
Mansfield Park:
chap 6
'Que criaturas estranhas são irmãos!'

Orgulho e Preconceito:
chap 19
'Não me considere agora uma mulher elegante com a intenção de atormentá-lo, mas como uma criatura racional, falando a verdade de seu coração.'

Emma:
chap 5
'Com todos os pequenos defeitos da querida Emma, ela é uma excelente criatura.'

Razão e Sensibilidade:
chap 24
'... mas, quanto a Lucy, ela é uma criaturinha tão astuta, não há como descobrir quem ela gosta.'

Abadia de Northanger:
chap 8
'Finalmente eu tenho você. Minha querida criatura, estou procurando por você a horas. O que poderia induzir você a entrar nesta dança, quando sabia que eu estava na outra? Fui muito infeliz sem você.'

Lady Susan:
chap 6
'Bem, meu querido Reginald, já vi essa criatura perigosa e devo lhe dar uma descrição dela, embora espero que em breve você consiga formar seu próprio julgamento.'

O quote que deu nome à série é esse:
Persuasão:
chap 8
O almirante Croft, Sophie e Cap W discutem se mulheres devem ou não ser admitidas a bordo de um navio... 
"Meu querido Frederick, você está muito mal humorado. Ora, o que seria de nós esposas de marinheiros pobres, que muitas vezes querem ser transportadas para um porto ou outro atrás de nossos maridos, se todos tivessem sua opinião?"
"Meus sentimentos, como você vê, não impediram que eu levasse a senhora Harville e toda a sua família para Plymouth."
"Mas eu odeio ouvir você falando como um bom cavalheiro, e como se as mulheres fossem todas boas damas, em vez de criaturas racionais. Nenhuma de nós espera estar em águas calmas todos os dias."
"Ah! Minha querida", disse o almirante, "quando ele tiver uma esposa, ele cantará uma música diferente. Quando ele for casado, se tivermos a sorte de viver em outra guerra, nós o veremos fazer o que você e eu, e muitos outros, o fizemos. Teremos ele muito agradecido a qualquer um que lhe traga sua esposa. "
"Sim, vamos."
insta RC


As criaturas de RC

Do dicionário: 
michaelis on line


RC cria um grupo beeeem diferente do canon, o que não quer dizer que seja desarmonioso. O que me incomodou foi a dificuldade de relacionar caras & canon para entender quem é quem e localizar os meus momentos preferidos na trama. Quem sabe elas não fazem um video de apresentação na temp 2?…


As criaturas de RC existiriam no mundo de Austen?

Com certeza, sim! 
Já falei aqui de mulheres que amavam mulheres no sec 19, na minha série CUPIDOS EM DEVON elas são discretas como deveriam ser. Homossexualidade era crime na época, especialmente a masculina. Era crime capital sujeito a pena de morte. Cousa horrível...
E tem aquela piadinha controversa de Mansfield Park, lembra?
chap 6
"A senhorita Price tem um irmão no mar", disse Edmund a Mary Crawford. (...l "Você conhece alguma coisa do capitão do meu primo?" disse Edmund; "Capitão Marshall? Você tem um grande conhecimento na marinha, concluo?"
“Entre almirantes, suficientemente importantes; mas ", com um ar de grandeza, "sabemos muito pouco dos postos inferiores... De vários almirantes, eu poderia lhe contar bastante: deles e suas bandeiras, a graduação de seus salários, suas brigas e ciúmes. Mas, em geral, posso garantir que todos eles foram preteridos e muito mal utilizados. Certamente, na casa do meu tio conheci um círculo de almirantes. De rears and vices (traseiros e vícios) eu vi o suficiente. Agora, não se importe com um trocadilho, peço."
Edmund novamente se sentiu sério, e apenas respondeu: "É uma profissão nobre".
“Sim, a profissão é suficiente em duas circunstâncias: se ela faz fortuna e há discrição em gastá-la; mas, em suma, não é uma profissão favorita para mim. Nunca me serviu de forma amável."


Sei, muita discussão isso gera
Como diz o Telegraph...

...devemos desafiar a noção de que a "piada suja" sobre "Rears and Vices" em Mansfield Park poderia se referir a sodomia. Em uma obra de ficção leve, destinada a um público feminino predominantemente jovem, Jane Austen nunca teria aludido a um ato sexual considerado tão vil a ponto de ser um crime capital (uma ofensa marcial na amada Marinha de seus irmãos). A piada de sua personagem, Mary Crawford, sobre os velhos retraídos e vice-almirantes debochados claramente se refere à flagelação - um tópico inadequado para a conversa de uma dama, mas uma prática legal, e aparentemente generalizada, familiar a quem já olhou para os desenhos animados do dia, em quais calças masculinas e nádegas faziam aparições frequentes.
Jane Austen não era puritana e vivia em uma era desinibida; mas é anacrônico para nós, no século XXI, imaginar que a mulher que, em 1807, devolveu um livro da biblioteca depois de ler 20 páginas, declarando: "Ficamos com nojo ... tinha indelicidezas que desonram uma caneta até agora tão pura". em sua própria ficção se referir (mesmo que indiretamente) à relação anal. Não: a piada de Miss Crawford é certamente uma referência para surra.


E aí chegamos nele, 

o melhor homem de Austen
No meu ponto de vista, apesar do meu amor & devoção a Mr D
Capitão Wentworth
insta RC
Vou ser sincera, vê-lo flertando abertamente com Louis me fez prender a respiração porque a cena é muito eloquente! Mesmo!
Fui pesquisar se Cap W foi assim tão flertante com a Louisa no canon.

Chap 8, Anne pensa: 'Foi uma festa alegre e feliz, e ninguém parecia mais animado do que o capitão Wentworth. Ela achava que ele tinha tudo para elevá-lo, o que a atenção geral e a deferência, e especialmente a atenção de todas as jovens, podiam fazer...'

Chap 9, Anne de novo: 'Qual das duas irmãs era a preferida pelo capitão Wentworth ainda era bastante incerto, na medida em que a observação de Anne chegava. Henrietta era talvez a mais bonita, Louisa tinha os espíritos mais animados; e ela não sabia agora, se o caráter mais gentil ou mais animado era mais provável para atraí-lo.'

Chap 10, Anne ouve o papinho dele com Louisa, elogios e tals: 'Ele falou e ficou sem resposta. Teria surpreendido Anne se Louisa pudesse responder prontamente àquele esse discurso: palavras de tanto interesse, ditas com um calor e tão sério! Ela podia imaginar o que Louisa estava sentindo. Por si mesma, ela temia se mexer, para que não fosse vista.'

E a opinião das minhas Darcy friends no nosso grupinho de whatsapp…



Bem, é isso mesmo, né?... 
E depois, o tubinho de baunilha... ah, pirei o cabeção.  


Pera.
Para.
Reseta.
insta RC
Ele foi na casa- no apt- de proposito para ver Anne, tava sedento por revê-la depois de 8 anos, curioso, dividido e tals. E ela vai com Louisa, toda alegrinha.


É, ele tinha dupla intenção mesmo.
Mas, e quanto à bissexualidade? 
Falamos no podcast Café com jane Austen de problemas que marinheiros tinham nessa época, principalmente um homem solteiro bonitão...

"Houve uma expressão momentânea no rosto do capitão Wentworth nesse discurso, 
um certo olhar nos olhos brilhantes e uma curvatura da boca bonita, 
que convenceu Anne de que, em vez de compartilhar os gentis desejos da sra. Musgrove, quanto ao filho, 
ele provavelmente se esforçou para se livrar dele..."
chap 8

… imagina isso td solto em alto mar? Aff!

Daí, como estou escrevendo um romance Vitoriano que tem um marinheiro sumido, estou pesquisando doenças comuns aos homens do mar na primeira metade do sec 19. Falo mais disso em um post específico porque escorbuto, sangrias, doenças venéreas e amputações não cabem aqui.
Austen não fala nada da saúde de Cap W, mas a gente especula que 8 anos no mar devem ter pesado nele - imagina a pele bronzeada até virar frango de padaria? - e RC fala que tocará no assunto de 'doenças mentais e crônicas'. Esse Cap W não ficou no mar o tempo todo, só se diz que ele viajou muito e está cansado disso. Doença crônica tem a doentinha Mary, Marisol, xx como ela diz no último episódio, então... mental será Fred o bloqueiro de viagens?

Lembra quem é blogueira de viagem e fisga um heroi de Austen? Lizzy Bennett, Lizzard para os íntimos.

45 dias na Europa com Sr Darcy
veja tudinho aqui


Last but not least… 
Olha a apresentação do site:
'Assim como Jane Austen usou seus livros para registrar questões sociais de seu tempo, a RATIONAL CREATURES reflete o mundo ao nosso redor agora, incluindo personagens femininas complexas, histórias felizes de homossexuais, doenças mentais e crônicas e uma personagem principal latina bissexual.'
Ei, para tudo de novooo!!
Anne também?
insta RC

Que será que elas guardam pra temp 2???
Mal posso esperar!...

As criadoras mandaram até um recadinho
para as Janeites Brazucas!
*legendas em Português*

Já está garantida por crowdfunding, mas se vc quiser contribuir, entra em contato com a produção!

assista no youTube
(e ligue as legendas!)


até mais,

Nenhum comentário:

Postar um comentário