segunda-feira, 18 de novembro de 2019

As Regras de Civilidade de George Washington

olá,
Faz tempo que nas minhas pesquisas para escrever romances históricos - ou de época? - encontrei essa curiosidade: regrinhas de etiqueta. Sugeri e a Fran topou estudar comigo.


Como os antigos gostavam de seguir listas de regrinhas!
George Washington no Museu de Madame Tussauds de Washington DC

No momento, estou trabalhando em um romance bem fofo com minha amiguxa Lucy Dib que tem um Conde que adora seguir regras. Ele tem lá suas razões, você vai entender...
Mas essas aqui, olha que maravilha, são de GEORGE WASHINGTON...
Aquele Americano, dos EUA, sabe?

George Washington (1732 - 1799), filho de imigrantes Ingleses, foi o primeiro presidente dos Estados Unidos, de 1789 a 1797. Seus principais biógrafos sempre exaltam seu excelente caráter, personalidade invejável, integridade, autodisciplina, coragem, honestidade absoluta, resolução e decisão, mas também tolerância, decência e respeito pelos outros. Teve papel central na fundação do país Estados Unidos da América, era devoto do republicanismo e da virtude cívica, até hoje é figura exemplar entre os primeiros políticos americanos. Sua imagem é ícone comum na cultura americana.
Funko amazon

Segundo a Foundations Magazine, as Regras de civilidade têm essa origem: Aos 16 anos, estudando com tutores em casa ao contrário dos irmãos que foram à escola, Washington copiou à mão 110 regras de civilidade e comportamento decente baseadas em um conjunto de regras compostas por jesuítas franceses no século XVI como parte de um exercício de caligrafia.



Algumas bastante óbvias, outras desatualizadas para o nosso uso diário, mas a maioria curiosa no universo de romances literários, as regras são exigentes, têm foco em outras pessoas em vez do foco direto em interesses pessoais, são os pequenos sacrifícios que todos devemos estar dispostos a fazer pelo bem geral e pela boa convivência em sociedade. Falam de respeito pelos outros, respeito próprio e  autoestima.


Era uma sociedade que prezava cortesia e cavalheirismo e ainda assim Washington lutou para libertar a colônia do Imperialismo Inglês que tanto valorizava o cavalheirismo. Foi ele quem liderou as tropas de insurgentes contra os ingleses e foi em nome dele que a capital foi nomeada e começou a ser construída em 1790.

Vamos lá.


As Regras de Civilidade e Comportamento Decente em Sociedade e Conversação
Do séc 16, mas importalizadas por George Washington no séc 18
Tradução de Francielle Souza em 05/02/2019 
letrinha original do menino Washington

Cada ação feita em sociedade, deve ser com algum sinal de respeito, para com aqueles que estão presentes;
Quando em sociedade, não coloque suas mãos em nenhuma parte do corpo, que não esteja usualmente descoberta;
Não exponha nada aos seus amigos que possa assustá-los;
Na presença dos outros, não cante consigo mesmo murmurando, nem bata com os dedos ou os pés;
Se você tossir, espirrar, suspirar, ou bocejar, não faça isso alto, mas reservadamente; e não fale enquanto boceja, mas coloque seu lenço sobre seu rosto e vire-se de lado;
Não durma quando os outros falam, não se assente quando os outros estiverem em pé, não fale quando deveria evitar brigas, não ande quando os outros se detiverem;
Não tire suas roupas na presença dos outros, não saia dos seus aposentos meio vestido;
No jogo e na disputa, é boa educação dar o último lugar, e não interferir levantando a voz mais que o normal;
Não cuspa no fogo, não se incline sobre ele, nem coloque suas mãos nas chamas para aquecê-las, não coloque seus pés sobre o fogo especialmente se houver carne nele antes; (acredito que se refere a cuidado com o risco, não brinque com o perigo);
displate

10° Quando sentar, mantenha seus pés firmes e nivelados, sem colocar um sobre o outro, ou cruzá-los;
11° Não se troque na presença dos outros nem roa suas unhas;
12° Não balance sua cabeça, pés, ou pernas, não erga uma das suas sobrancelhas mais alto do que a outra, não torça sua boca, e não cuspa na face dos outros por estar muito próximo dele enquanto fala;
13° Não mate insetos como pulgas, piolhos, carrapatos e etc, na presença dos outros; se você vir qualquer sujeira ou cuspe, coloque seu pé em cima com destreza, se estiver nas roupas de seus companheiros, leve-o em particular, e se estiver em suas próprias roupas, agradeça a gentileza de quem tiver retirado;
14° Não dê as costas para os outros, especialmente conversando. Não esbarre na mesa em que outros lêem ou escrevem, não se apoie em ninguém;
15° Mantenha suas unhas limpas e curtas, assim como suas mãos e dentes, mesmo sem demonstrar grande preocupação com eles;
16° Não encha as bochechas, não mostre a língua, esfregue as mãos, ou a barba, não estique ou morda os lábios, ou os mantenha fechados ou abertos demais;
17° Não seja bajulador, nem brinque com nada com que não se deva;
18° Não leia cartas, livros, ou documentos em companhia, mas quando houver necessidade de fazê-lo, você deve pedir para se ausentar: não se aproxime de livros ou escritos de outros, nem os leia a menos que sua opinião seja solicitada, nem observe enquanto outro estiver escrevendo uma carta;
19° Deixe seu semblante agradável, mas em assuntos sérios, um pouco grave;
Universidade George Washington

20° O gestual do seu corpo deve estar de acordo com seu discurso;
21° Não reprima ninguém pelas debilidades naturais, nem se delicie em colocar isso em destaque daquelas que já sabem de antemão;
22° Não se mostre satisfeito com o má sorte do outro, apesar dele ser seu inimigo;
23° Quando você assistir um crime sendo punido, você deve ficar internamente satisfeito; mais sempre mostre compaixão com o sofrimento do transgressor;
24° Não ria muito alto ou demais em nenhum espetáculo público. (Não atraia atenção);
25° Elogios desnecessários e afetação cerimoniosa deve ser evitada, no entanto, quando são necessárias não devem ser negligenciadas;
26° Ao tirar seu chapéu para pessoas distintas, como nobres, juízes, reverendos, etc, faça uma reverência, curvando-se mais ou menos de acordo com o costume da melhor educação e da distinção do receptor. Entre os seus semelhantes, nem sempre espere que eles devam começar com você primeiro. Mas tirar o chapéu quando não há necessidade é afetação, na maneira de saudar e ressaltar as palavras mantenha o mais simples como de costume;
27° É falta de modos cumprimentar alguém superior sem tirar o chapéu, assim como não fazê-lo a quem é devido. Aquele que se apressa em colocar o chapéu não faz bem, mas deve colocá-lo na primeira ou na segunda vez que requisitado; agora o que aqui é falado, no que se diz a respeito de comportamento e saudações em tomar um assento, e se sentar para cerimônias sem limites problemáticos;
28° Se qualquer um vier falar com você enquanto estiver sentado, levante-se embora ele seja seu inferior, e quando você apresentar os lugares, deixe que cada um fique sentado de acordo com seu grau de importância;
29° Quando encontrar com alguém de maior importância que você, pare e se afaste, especialmente se for em uma porta ou em em qualquer local reto para dar passagem a ele;
brainpop

30° Nas caminhadas, o lugar mais importante, em diferentes países, parece ser o lado direito, portanto coloque-se à esquerda daquele que deseja honrar: mas se houverem três andando juntos, a posição central é o local mais honrado. A parede é dada ao mais importante se dois andarem juntos;
31° Se alguém superar em muito os outros, seja em idade, estado ou mérito, e mesmo assim der lugar a alguém pior que ele, em sua própria hospedagem ou em qualquer lugar, ele não deve exclui-lo. E, por outro lado, ele não deve ser muito sério, nem oferecer mais de uma ou duas vezes;
32° Para aquele que for seu igual, ou não muito inferior, ceda seu lugar em seu alojamento e aquele que receber a oferta, deve primeiramente rejeitá-la, aceitando posteriormente, não antes sem reconhecer o não merecimento;
33° Aqueles que possuem respeitabilidade ou que possuem cargos, têm em todos os lugares a precedência, mas enquanto forem jovens devem respeitar aqueles que são seus iguais em nascimento ou em qualidades, embora eles não tenham nenhum cargo público;
34° É de boa educação dar preferência para aqueles a quem nos dirigimos, antes de nós mesmo e especialmente se estiverem acima de nós, sendo assim de maneira alguma devemos começar;
35° Deixe que seu discurso com homens de negócios seja breve e compreensível;
36° Artesãos e pessoas de grau inferior não devem fazer uso de muita cerimônia com os Senhores ou outros de graus superiores, mas respeitá-los e honrá-los grandemente, e aqueles de alto nível devem tratá-los com afabilidade e cortesia, sem arrogância;
37° Ao se dirigir a um homem de mérito não se incline ou olhe diretamente no rosto, não se aproxime demais, mantenha ao menos uma passada de distância;
38° Ao visitar o doente, não banque o médico, se não souber ocupar essa posição.
39° Ao escrever ou falar, dê a cada pessoa o seu título, de acordo com seu grau e sua posição habitual;
aquele botão para colar atrás do celular...

40° Não rivalize com seu superiores em discussões, mas sempre submeta seu julgamento aos outros com modéstia;
41° Comprometa-se a não ensinar seu semelhante a arte que ele mesmo é professor; isso é sinal de arrogância;
42° Deixe que as cortesias em cerimônias sejam apropriadas à dignidade com a pessoa com quem você conversa, pois é um absurdo agir igual com um palhaço e com um príncipe;
43° Não expresse felicidade diante de uma pessoa enferma ou em dor, para que esse sentimento contrário não agrave a miséria dela;
44° Quando um homem faz tudo que pode, embora não possa ser bem sucedido, não o culpe por isso;
45° Para aconselhar ou repreender qualquer um, considere se isso pode ser feito em público ou em privado; na hora, ou em algum outro momento futuro, em que termos fazê-lo e reprovar não mostra sinal de superioridade, mas faça isso com toda doçura e moderação,
46° Receba todas as admoestações com gratidão, a qualquer hora e lugar, mas depois não se sinta culpado, leve o tempo e espaço necessário para deixá-lo saber o que lhe foi dado,
47° Não zombe nem caçoe de qualquer coisa importante, não faça comentários afiados e se você soltar alguma coisa espirituosa e agradável, abstenha-se de rir. (Não faça piadas de algo que é importante para os outros);
48° Naquilo que você reprova o outro, seja você mesmo irrepreensível, o exemplo prevalece mais que os preceitos;
49° Não use linguagem repreensiva contra ninguém, nem maldições nem injúrias;
a plantation dele tinha uma destilaria...

50° Não esteja pronto a acreditar em relatos soltos de depreciação de ninguém. (Não se apresse em acreditar em relatos ruins sobre outros);
51° Não use suas roupas, sujas, rasgadas ou empoeiradas, mas veja se elas foram escovadas ao menos uma vez por dia, e tome cuidado para não se aproximar de nenhuma impureza;
52° Em seu vestuário seja modesto e se esforce para acomodar sua natureza, em vez de procurar admiração, mantenha seu vestuário semelhante ao seus iguais, da mesma forma que são civis e ordeiros com respeito ao momento e ao local;
53° Não corra pelas ruas, nem ande muito devagar, não ande com sua boca aberta, ou balançando seus braços, chutando terra com seus pés, nem nas pontas dos dedos, nem dançando;
54° Não banque o exibido, procurando ver em todos os lugares se sua aparência está boa, se seus sapatos se encaixam bem, se eles combinam, e se suas roupas caem bem em você;
55° Não coma nas ruas, nem na casa, fora das horas corretas;
56° Se associe com homens de bons méritos se você estima sua própria reputação; porque é melhor estar sozinho, do que em má companhia;
57° Ao andar para cima e para baixo em uma causa, faça isso apenas em companhia de alguém melhor do que você, a princípio dê a ele o lado direito, e não pare até que ele o faça, e não seja o primeiro a girar, e quando você girar, deixe seu rosto virado para ele. Se ele for um homem de grandes méritos, não ande emparelhado com ele, mas de alguma forma atrás dele; mas ainda assim de uma forma que seja fácil dele se dirigir a você;
58° Permita que sua conversação seja sem malícia ou inveja, por isso é sinal de uma natureza tratável e louvável: E entre todas as causas de paixão (no sentido de alteração, raiva, emoção) permita que a razão governe. (Permita que a razão comande suas ações.);
59° Nunca expresse nada impróprio, nem aja contras as regras morais diante de seus inferiores;
Bansky

60° Não seja presunçoso em insistir com seus amigos para descobrir um segredo;
61° Não diga coisas triviais e frívolas entre homens sérios e instruídos, nem questões e assuntos muito difíceis entre ignorantes, ou questões que sejam difíceis de acreditar. Não entupa seu discurso entre seus semelhantes ou superiores com sentenças inúteis;
62° Não toque em assuntos sombrios, em momentos de alegria, ou à mesa; não fale de coisas melancólicas como morte e desgraças, e se outros as mencionarem, mude o assunto se puder. Não conte seus sonhos, apenas para seu amigo íntimo;
63° Um homem não deve se auto-valorizar por suas realizações, ou qualidades raras de inteligência; muito menos por suas ricas virtudes ou parentescos;
64° Não faça gracejos quando ninguém estiver disposto a apreciar uma risada, não ria alto, muito menos sem motivo, não ria da desgraça de um homem, mesmo que pareça ter motivo;
65° Não profira palavras de ofensa, nem caçoe, ou zombe seriamente de ninguém, apesar de ele dar ocasião;
66° Não seja perverso, mas amigável e cortês; seja o primeiro a saudar, ouvir e responder & não seja melancólico quando for momento do contrário;
67° Não diminua demais os outros, nem esteja excessivamente no comando;
68° Não vá onde você não sabe se será bem-vindo. Não dê conselhos se não for questionado & quando for, faça isso brevemente;
69° Se dois estiverem disputando, não tome partido de qualquer um, sem restrições; e não seja obstinado em sua própria opinião, e indiferente ao maior lado. (Não tome partido de ninguém em uma discussão. Seja flexível, e vá com a opinião da maioria.);
George Washington Bridge liga NY a New Jersey

70° Não repreendas as imperfeições dos outros, isso diz respeito aos pais e superiores;
71° Não olhe com espanto as marcas e manchas dos outros, ou pergunte como surgiram. O que você pode falar ao seu amigo em particular, não fale na presença dos outros;
72° Não fale em uma língua desconhecida na presença de outros, mas na sua própria língua, assim como fazem os elegantes, e não os vulgares; assuntos importantes devem ser tratados com seriedade;
73° Pense antes de falar, não pronuncie errado, nem fale muito apressadamente, mas ordenadamente e distintamente;
74° Enquanto outro estiver falando, esteja você mesmo atento e não perturbe a audiência se alguém hesitar em suas palavras, não o ajude, nem o encoraje sem que seja pedido, não o interrompa, nem responda até que o discurso tenha terminado;
75° No meio do discurso não questione do que se trata, mas se você notar qualquer interrupção por causa da sua chegada, pode instigar gentilmente que ele continue. Se uma pessoa de importância, aparecer enquanto você estiver conversando, é elegante repetir o que foi dito antes;
76° Enquanto estiver falando, não aponte seu dedo para aquele que você discursa, não se aproxime demais, especialmente do rosto dessa pessoa;
77° Trate com homens sobre negócios no momento apropriado & não cochiche na presença dos outros;
78° Não faça comparações e se alguns dos companheiros for elogiado por algum ato de virtude, não elogie outro pelo mesmo. (Não faça comparações entre si);
79° Não esteja inclinado a relatar notícias se não souber a verdade de antemão. Na narrativa das coisas, você ouviu o nome, nem sempre o autor. Nem sempre há um segredo a descobrir;
Washington escravocrata? Sim...
Deixou muitas almas ainda presas em seu testamento, a serem soltas somente após a morte da esposa que por sua vez morria de medo de ser assassinada por isso já que era proprietária dos escravos e único empecilho à liberdade daquelas pessoas...
80° Não seja entediante ao discursar ou na leitura, a menos que você encontre companhia que esteja satisfeita;
81° Não seja curioso para saber os relacionamentos dos outros, nem se aproxime daqueles que falam em privado;
82° Não se empenhe em fazer aquilo que não pode, mas seja cuidadoso em manter sua promessa;
83° Quando sustentar um assunto faça isso sem paixão & com discrição, no entanto seja você mesmo a fazer;
84° Quando seu superior se dirigir a qualquer indivíduo, ouça com atenção, não fale, nem ria;
85° Na presença daqueles que são superiores a você, não fale até ser solicitado, então se levante ereto, tire seu chapéu e responda em poucas palavras;
86° Em disputas, não deseje tanto derrotar os outros, assim como não dê liberdade para todos expressarem suas opiniões e submeta o julgamento à parte superior, especialmente se eles forem os juízes da disputa;
87° Deixe que sua carruagem se torne um túmulo para um homem, sente-se e esteja atento a tudo que seja falado. Não contradiga cada coisa que os outros disserem;
88° Não seja entediante em discursos, não faça muitas digressões, nem repita com frequência o mesma maneira de discursar;
89° Não fale de quem está ausente, pois isto é injusto;
E a LENDA DA CHERRY TREE de GEORGE WASHINGTON?
está nos CUPIDOS EM DEVON... Um dia falo dela...

90° Ao sentar para uma refeição, não cuspa, tussa ou assoe seu nariz, exceto se houver extrema necessidade disso;
91° Não demonstre grande prazer em obter vitórias. Não se alimente com ganância; corte seu pão com uma faca, não se apoie na mesa, nem ache defeitos no que estiver comendo;
92° Não pegue sal ou corte pão com sua faca suja;
93° Entretendo qualquer um na mesa, é decente oferecer-lhe carne. Comprometa-se a não ajudar os outros indesejados pelo Mestre;
94° Se você molhar o pão no molho, não molhe mais do que o pedaço que colocará na boca, e não assopre seu caldo na mesa, mas espere até que ele esfrie por si mesmo;
95° Não coloque sua carne na boca com a faca em sua mão, nem cuspa os caroços de nenhuma fruta no prato, ou sob a mesa;
96° É impróprio se inclinar sobre a carne, mantenha seus dedos limpos e quando eles estiverem sujos, limpe-os no canto do seu guardanapo;
97° Não coloque outro pedaço em sua boca, até que o primeiro seja engolido, não deixe que os pedaços sejam maiores que sua papada;
98° Não beba ou fale com sua boca cheia; nem observe você enquanto estiver bebendo;
99° Não beba nem muito devagar nem muito apressadamente. Antes e depois de beber, enxugue seus lábios; nem respire com muito barulho, pois isso é falta de civilidade;

100° Não limpe seus dentes com o guardanapo da mesa, garfo, ou faca, mas se os outros o fizerem, deixe que eles o façam sem espiá-los;
101° Não lave sua boca na presença dos outros;
102° Está fora de necessidade requisitar companhia frequentemente para comer; nem há necessidade de beber aos outros toda vez que beber;
103° Na companhia dos seus superiores, não demore mais tempo comendo do que eles; não descanse seus braços, mas apenas suas mãos na mesa;
104° É direito do mais importante da companhia desdobrar seu guardanapo e pegar a carne primeiro, mas ele deve começar a tempo de permitir com destreza que o mais vagaroso possa ter tempo hábil;
105° Não fique irado à mesa, aconteça o que acontecer. Se você tiver razão para ficar, não demonstre; mostre um semblante alegre, especialmente se houver estranhos, pois o bom humor faz de um prato de carne uma festa;
106° Não se coloque na cabeceira da mesa; mas se for o seu lugar, ou que o dono da casa assim desejar, não discuta, no mínimo você incomodará os companheiros;
107° Se outros falarem à mesa, seja atencioso, mas não fale com carne em sua boca;
108° Quando falar sobre Deus e de Seus atributos, fale com seriedade e com reverência. Honre seus pais naturais mesmo que eles sejam pobres;
109° Deixe que sua recriação seja máscula, não pecaminosa;
almofadas estampadas

110° Trabalhe para manter viva em seu peito aquela pequena centelha de fogo celestial chamada consciência.
**--**
E aí?
Que tal?
Com certeza algo disso será ou foi inspiração nos meus romances históricos. Já leu? Estão aqui!

Eu e Fran ainda temos mais alguma parcerias guardadas... hehe

bj, até mais.


pesquisei aqui , aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário