Cartas à Dora

Um romance escrito a 4 mãos, conquistado letra a letra

Um cavalheiro misterioso apaixona-se por Dora ao vê-la nos festejos dos jardins de Vauxhall e audaciosamente passa a lhe enviar cartas anônimas.
Seria ele um admirador ou 'M' esconde segredos perigosos demais para uma jovem dama Americana recém-chegada de Boston em Londres, em meio aos conturbados anos das Guerras Napoleônicas?
Como as autoras que evitaram combinar reviravoltas do enredo e reagiram às peripécias que sua criatividade criou, acompanhe esta aventura, uma carta por vez.



LANÇAMENTO LIVRO PAPEL NA BIENAL 2019
Pague com PagSeguro - é rápido, grátis e seguro!

E, também como Dora e M, Moira e Lucy só se conheceram quando já tinham forjado grande laço de amizade. No livro, as relações que movem esses personagens vão do amor extremo, à irritação, ao receio pelo bem-estar mútuo, ao... Bem, digamos que é conturbada!


Image result for vauxhall gardens
jane austen world
Nos famosos Jardins de Vauxhall, haviam festas monumentais que viravam a noite, fogos, dança, flertes, e chance para romances incríveis começarem. Foi nesse ambiente caótico que a jovem dama Americana, maravilhada com a riqueza e opulência da Ton Londrina a que era apresentada por parentes, teve a sorte de ser notada por um cavalheiro especialmente complicado.
A princípio eles trocam cartas, relutantemente, e quando se dão conta estão envolvidos demais para conseguir desatrelar suas vidas.

Para leitores 18+.

Logo, logo esses personagens apaixonantes começaram suas correspondências...
Image result for lady reading letter painting
Girl Reading A Letter By Candlelight Artwork by Jean-Baptiste Santerre
sinopse oficial:
Na Inglaterra do século XIX, em meio a Ton londrina cercada de membros da nobreza, vestidos finos, casacas requintadas e matrimônios por conveniência, Dora Reuben, neta bastarda do Barão de Yullington, sente-se isolada. Vinda da América, a “Colônia Rebelde”, a mando de seu pai para uma temporada sob a tutela de primos distantes com o propósito de conhecer suas origens, a jovem elegante dama faz somente um amigo: Mamute, o filhote de Chihuahua.
Ainda em suas primeiras semanas Londrinas, durante os festejos em Vauxhall, sentindo a melancolia da falta dos que ama deixados em Boston, Dora troca confidências e lamúrias com Mamute. Cochichos, poemas, admiração pelos exuberantes fogos que iluminavam o local, risinhos... Sem perceber, é atentamente observada e esse cavalheiro fica arrebatado pela imagem da bela dama de cachos acobreados e seu mínimo companheiro canino.
No dia seguinte quando recebe uma carta do admirador secreto que assina singelamente com a inicial“M”, Dora não imagina que sua temporada monótona e coração partido estão prestes a mudar.
Inicia-se a aventura de descobrir a identidade de seu correspondente que provoca em Dora sentimentos novos à medida que trocam missivas seladas à cera, presentes especiais, galanteios e ocasionalmente, injúrias. Até o dia em que “M” se revela a ela de maneira surpreendente, nada formal.
Uma leitura leve e divertida, com muitas aventuras, mistérios, segredos e romance entre o misterioso “M” e a sagaz Dora.
Compre hoje “Cartas à Dora” e viva o charme de um amor conquistado letra a letra.



CARTAS À DORA 
concorreu ao PRÊMIO KINDLE!
Leia, se apaixone, avalie!


Curiosidade não mata, mas sacie lendo mais sobre cartas no século 19 aqui .

OPINIÕES? yes, please!

'Uma escrita impecável, ambientação histórica sem falhas (adorei as ‘aparições’ do Almack’s, jardins de Vauxhall, Pavilhão Real de Brighton…), sensualidade na medida, comicidade nas horas certas, diálogos inteligentes, mistérios, aventuras, e muito romance! Ah, prepare-se para destacar várias passagens ?' aqui

No Skoob




Ver essa foto no Instagram

#LeituraConcluída ❤❤❤✉📮 #romancedeépoca Resenha completa》 https:bit.ly/2oHDT7R CARTAS À DORA, escrito em parceria - @moirabianchiauthor & @lucydibwriter - nos apresenta a história da "colona" americana Dora Reuben, cujo pai, um filho amado mas bastardo de um barão inglês, envia a filha de Boston para a Inglaterra para arrumar marido que a ame, e fugir de alguns caça-fortunas, especialmente de Tyler Macer, irmão da melhor amiga de Dora, Gwendolyn. Em sua primeira ida a Vauxhall para ver os fogos de artifícios, ela é observada por um cavalheiro que passa a lhe enviar cartas de admiração, mas deixava claro que não iria lhe oferecer compromisso. E assim começa a troca de cartas. Maurice "Morris" "Poxy" Norfolk era um fugitivo e havia voltado à Inglaterra porque seu irmão mais velho, Michael, Conde de Norfolk, havia morrido num acidente de carruagem suspeito. Maurice não queria o título e o passaria de bom grado ao irmão mais novo, Marcus. Este não estava em condições de assumi-lo, e logo Maurice se viu encantado pelo canto da sereia de uma herdeira americana. Logo, a narrativa muda para descrições de planos, fofocas, flertes e uma confusão dos diabos envolvendo assassinatos, cartas anônimas, conde temperamental e um pai marujo para lá de esperto e encantador. O livro tem 473 páginas em 58 capítulos, mas não se assuste. Apesar da grossura, a leitura é leve, divertida e você nem percebe a hora passar. Dá pena quando acaba. As duas autoras são indies, com venda do exemplar pela Amazon (também impresso) 💀👳‍♂️💌🍐⚓
Uma publicação compartilhada por Vânia Nunes 🦋 (@borboletaqle) em

Nenhum comentário:

Postar um comentário