sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Salão Real de Brighton

Olá,
o romance histórico bacanão e cheio de reviravoltas CARTAS À DORA está no ar concorrendo ao Prêmio Kindle de Literatura. 



Eu de Lucy Dib, minha miga e co-autora, traz um lugar muito especial no romance: 



Como os jardins de Vauxhall, este é outro destino popular da Regência Inglesa, período pré-vitoriano quando tudo era menos rígido socialmente. Sob comando do Príncipe beberrão e comilão que teve infância de ferro e por isso, dizem, se rebelou contra tudo e todos, se vivia uma época em que a nobreza gostava mesmo era de 

Sei lá se deixaram de gostar.
Eu gosto, com licença. Agora mesmo deveria estar trabalhando nos próximos volumes da série CUPIDOS EM DEVON, mas estou de papo com minha migs Lucy sobre esse lugar fabuloso.
Enfim...

Vamos com ela nessa viagem rumo ao Sudeste da Inglaterra. Eu, Moira, comento em itálicos.

Quiridonas... minha parceira no crime, Moira, me pediu para contar para vocês sobre um dos cenários mais loucos de CARTAS A DORA.... 



Image result for brighton pavilion
 O PAVILHÃO REAL DE BRIGHTON

Quiridonas, sou Lucy!... 
Minha parceira no crime, Moira, me pediu para contar para vocês sobre esse lugar que é um dos cenários mais loucos de CARTAS À DORA...

Pensando um pouquito sobre o que contar , decidi começar da escolha... 


COMEÇANDO DO INÍCIO
Nosso Misterioso M tem uma pegada náutica, e seu "special place" é Brighton, então quando precisávamos de um lugar bapho para acontecer uma cena lacradora, fui pesquisar (algo que escritores quase não fazem kkkk) e descobri o lugar mais fascinante e inusitado da Inglaterra, conhecido também como Taj Mahal do Reino Unido.

Deu para ver pela imagem da fachada que colocamos aí em cima, um escracho! Enorme e magnífico.

Então, O pavilhão real é obra da cabeça maluquinha do rei George IV, aquele mesmo, gorduchinho que adorava uma festança regada a muita comida e bebida principalmente. Em 1756 , ele ainda era só príncipe, e morou lá no balneário; depois, em 1786, por ordens médicas, porque doutores achavam que a água do mar poderia melhorar o problema de gota do beberrão, ele arrendou um palacete na zona de Old Steine.
Related image

Desde então, começou a matutar sobre um palácio bem extravagante para um local onde os pescadores costumavam secar as redes de pesca (nada glamoroso por sinal).


Mas por que ele curtia tanto Brighton? 

Londres era agitada e populosa demais, no balneário ele podia esconder sua amante,  Mrs. Maria Anne Fitzherbert, sem muitos fofoqueiros de plantão (ah, se madame Lushington, a fofoqueira-mor de CARTAS À DORA, soubesse desta indiscrição do rei com uma católica!... Vixe!) Dizem que eles chegaram a se casar, mas foi desconsiderado e seu corpo está enterrado em uma capela de Brighton.

Entre 1815 e 1822, John Nash redesenhou o palácio, sendo o resultado dos seus trabalhos o que podemos ver hoje, mas parte da riqueza sofreu alguns desfalques. 
Image result for john nash architect royal pavilion
o arquiteto
Image result for john nash architect royal pavilion
o projeto














Porém, depois que o Rei George morreu , seu sucessor Willian IV ainda usou o pavilhão algumas vezes, mas quando a sobrinha Vic ( para os íntimos) assumiu , resolveu se livrar da lembrança do fanfarrão e botou à venda o palácio! Na verdade ela queria colocar "na chon" tudo aquilo, mas os aradores de Brighton fizeram uma petição publica e impedirão esse pecado, a cidade comprou toda a construção em 1849, tornando o pavilhão o único palácio real que não pertence a coroa. 
Related image
Rainha Victoria te despreza!
Quando isso aconteceu, saíram de lá 143 vagões carregados de móveis e objetos decorativos. Mais tarde alguns itens foram devolvidos pela coroa, mas nunca saberemos como realmente era estar naquele ambiente excêntrico e extravagante.


Agora imagine para nossa Srta. Dora Reuben

Em um baile em um lugar como esse? Fascinante não é?
Sim! Para uma colona vinda da América, foi mesmerizante. Ela já havia lido sobre o lugar, visto ilustrações, mas chegar no Pavilhão em um momento tão periclitante para o seu futuro, com o pescoço a prêmio por suas próprias tramóias, foi enlouquecedor!
Related image
Ah, meus nervos!
Existem vários pontos que se encaixam perfeitamente em nosso romance, tentaremos não dar spoilers. Muitos. Vamos lá.


DECORAÇÃO

Apesar do palácio ser de inspiração indiana por fora, e chinesa por dentro , são referências ocidentais que guiaram o trabalho dos decoradores, visto que o rei George nunca foi visitar o oriente, diferente de certas pessoas que circulam pelas paginas de CARTAS À DORA, que têm bastante familiaridade com terras distantes do sol nascente.
Image result for brighton pavilion
Outro fator que enlouquece nossa protagonista são os diversos animais escondidos na decoração, o lustre da sala principal é sustentado por um imenso dragão, serpentes fazem parte da decoração , assim como o clima misterioso de tudo que a cerca. 
Image result for brighton pavilion
Alguém muito estimado por nossa heroína também tem certo fascínio por animais exóticos, paixão compartilhada e incentivada na época da regência pelo rei George IV.
Related image
E por falar no rei, os banquetes e bailes que este costumava dar em seus salões fantasiosos eram bem diferentes dos costumeiros em Londres. 
Image result for brighton pavilion
Pois é, o clima praiano deveria encorajar os maus hábitos kkkkkk nobres eram bem vindos, mas eram aceitos outros tipos de convidados, uma parcela endinheirada, porém vista com maus olhos pela preconceituosa TON Londrina. 
Image result for regent prince england
as caricaturas o desenhavam assim...
Related image
Mas ele mandou ser retratado assim ao fim das Guerras Napoleônicas!
Isso é um prato cheio para presenças divertidas e inusitadas em nosso romance. Não falamos muito da situação política, mas os personagens ensaboados sabem ir e vir em meio aos conturbados tempos das Guerras Napoleônicas.
Piratas, mercadores, amantes, contraventores, parceiros de jogatina...Talvez nossa Dora se sinta mais bem acolhida em um ambiente como esse... será?


Image result for regency era lady lee avison
Quem, eu?
Tão inocente criatura vinda de longe!...
Sequer sei desenvolver situações complicadas...

Veja por fora, por dentro e por trás de portas fechadas

Dora também circula por outros lugares mara, né?
E como! kkk
Bailes de Almack's
Castelo de Arundel, casa de ooops, olha o spoiler!

Se você leu CARTAS À DORA e resenhou, ou vai, avise 
e receberá cartinha do Misterioso M

Até nossa próxima parada nessa 
viagem à Inglaterra Regencial!
Related image
bjs de Moira e Lucy


aviso: todas as imagens achadas no google sob procura: 'victorian lady' e 'salão real de brighton'