segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Na Bienal, tem que ir

Acabou!

Adorei minha primeira experiência como autora expondo na Bienal, no stand da Editora de auto-publicação PerSe. No primeiro dia estava nervosa, ansiosa por ver meus livrinhos queridos na prateleira ao lado de outros livros... é meu hobby feito realidade.

Conversar com leitores, com outros autores, participar ativamente da maior Bienal do Livro do país... Bicho, tem que ir:



 
















 



Agora só em 2017!
Eu tirei essas fotos nos últimos dias de Bienal, sem pedir autorização de quase ninguém. Minha intenção é festejar, tentei esconder os rostos de quem nem viu que eu estava tirando fotos. 

sábado, 12 de setembro de 2015

Uma semana de Bienal

Olá,
uma semana de Bienal e nossa... que emoção!
Ver meus livros na prateleira de livraria é muito legal. Dar autógrafos, falar das minhas estórias e inspiração, ver os olhinhos dos leitores já viajando com minha Lizzy... estou amando. 
As visitas das amigas então...





Amando tudo isso!



sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Bienal do Rio - cheguei!

Acabei de chegar, muito feliz em ver meus livros na prateleira!...
Uma emoção!

Todos os livros a venda têm marcadores autografados!

Vou dando updates, 
câmbio!

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Entrevista para 'From Pemberley to Milton'

Olá,
esta semana tive o prazer de dar uma entrevista para o blog Lisboeta 'From Pemberley to Milton'.
Lisboa, Pemberley e Milton são lugares tão mágicos que só poderia sair coisa boa, né não?




E também está rolando um sorteio de um ebook de '45 dias na Europa com Sr Darcy' e alguns mimos. Para concorrer - sorteio internacional - basta ir lá no 'From Pemberley to Milton' e comentar o post.

bjs


Entrevista a Moira Bianchi + Giveaway

repost de 'From Pemberley to Milton'

moira bianchiMoira Bianchi é uma arquitecta brasileira, nascida e criada no Rio de Janeiro, que vive apaixonada por Mr. Darcy.
Essa sua paixão levou-a a querer saber mais sobre as personagens de Orgulho e Preconceito e a escrever vários livros de Jane Austen Fan Fiction.
From Pemberley to Milton convidou-a para nos falar um pouco do seu percurso, dos seus livros e do seu mais recente lançamento, 45 dias na Europa com Sr. Darcy.


From Pemberley to Milton: Antes de mais, bem-vinda a From Pemberley to Milton Moira! Eu gostaria de começar por perceber, como surgiu a sua paixão por fan fiction. Como descobriu que existia e como se apaixonou pelo género?
Moira Bianchi: Acho que a primeira que li foi de Harry Potter. Li enquanto saiam os livros, achei sem querer na internet cartas de Sirius Black para Harry Potter. Achei legal, li outras coisas, algumas de Twilight, mas só pirei mesmo com Orgulho & Preconceito.

FPTM: E como descobriu Orgulho & Preconceito?
MB: Uma amiga (que eu tinha viciado em Harry Potter) me desafiou a ler ‘os clássicos’ e foi me dando tarefas. Wilde, Tolkien, Balzac até que chegou Austen. Ela me deu Razão e Sensibilidade e eu odiei.
Queria que Elinor fosse mais combativa, que não aceitasse tudo calada. Reclamei muito, aí minha amiga disse: “Você precisa de Elizabeth Bennet.”

FPTM: E apaixonou-se de imediato pela Lizzie, certo? E Mr. Darcy?
MB: De cara. Logo que Austen me contou o que se passava na cabeça dela e dele, logo no início da visita dela a Netherfield.

FPTM: E como uma arquitecta brasileira passa de leitora a escritora de fan fiction em inglês?
MB: Estudei inglês dos 8 aos 18 anos, dei aulas, a língua faz parte da minha vida desde sempre. Li no original todos os clássicos. Na verdade, tenho o costume de só ler livros no original em que foram escritos. Sou chata, desconfio de traduções. Quero ler o que o autor pensou, o termo que usou. Daí, quando procurei mais, ainda no meio do livro, procurei Pride and Prejudice e não ‘Orgulho & Preconceito’. Achei a série da BBC com Colin Firth, as anteriores, filmes antigos e um site chamado ‘Mrs Darcy’.
Passei a ler fanfics em inglês, fiz amigas pelo mundo. Quando me atrevi a escrever, era em inglês. Pareceu simples.

FPTM: Mas o que a motivou a ir mais além, a deixar de ser apenas leitora de fan fiction, e a torna-se escritora de fan fiction?
MB: Foram anos de leitora, lia na Palm! Tinha uma Palm Zire que amava e ‘descarregava’ mil livros lá. Passei a ‘descarregar’ fics. Lia muito mesmo, então era muito íntima com as fics de Pride & Prejudice.
Quando meu filho era novinho e tiramos a grade do berço para virar caminha, ele descobriu que poderia sair da sua ‘prisão noturna’. Ele que já dormia a noite toda passou a acordar para passear pela casa. Ia para minha cama. Eu levantava e recolocava ele na caminha. Ele saia de novo. Na terceira vez, não conseguia dormir mais. Se não dormia, tinha que achar o que fazer. Daí resolvi dar voz ao que Darcy e Lizzy viviam repetindo da minha cabeça
Resolvi escrever essa cena no escuro, na sala, no Iphone. Para minha surpresa, escrevi fácil. Li de manhã e gostei. Na noite seguinte, escrevi mais uma, assim escrevi ‘Friendship of a special kind’ 60% no Iphone.

FPTM: Escreveu 60 % do seu primeiro livro num Iphone?
MB: Ainda escrevo… mas não tanto assim.

FPTM: Como surgiu a ideia desse primeiro livro? Era alguma coisa que já vinha surgindo na sua cabeça há muito tempo?
MB: Muito tempo. Eles vinham falando comigo sempre, repetindo umas 2 ou 3 cenas na minha cabeça. Sabe aquele momento logo antes de pegar no sono, depois de rezar, já bem mais para lá do que pra cá? Era nessa horinha que Darcy e Lizzy apareciam e repetiam as falas, gestos, reações.

FPTM: Mas em fan fiction existem imensos géneros, prequelas, sequelas, variações. Porque decidiu escrever modernizações?
MB: Acho que é o que gosto mais de ler. Uma amiga me deu um livro muito bacana chamado ‘How to steal like an artist’. Ela me deu por causa da regra 3: ‘Write the book you want to read’. É isso, eu escrevo o que quero ler, releio o que escrevi e amo! Choro, rio, tenho hot flashes.
Eles são sempre modernos, hots, apaixonados. Minhas estórias são sempre 90% Darcy & Lizzy, não tenho muita paciência para coadjuvantes, Acho que Jane merece mais que Bingley que a abandona seguindo a opinião dos outros. Acho que Charlotte merece mais explicação.

FPTM: Esse é um ponto interessante, dentro da fan fiction há imensas perspectivas, inclusive histórias focadas nas personagens secundárias.
Quais as personagens que mais gosta de desenvolver e quais as que menos gosta?
MB: Sempre Dizzy. Conto o romance deles, os coadjuvantes vêm relacionados a eles, ou interagindo com eles. No meu próximo livro que será lançado agora em outubro – dia 23 que é aniversário da minha mãe – ‘The Prince of Pemberley’, Jane tem participação grande, tanto que ganhou um embrião de estória. É a primeira vez que tenho vontade de escrever sobre ela exclusivamente

FPTM: E qual é a história de Prince of Pemberley, já pode falar?
MB: Sim! Tenho um “what if” na cabeça faz um tempão: se Darcy não tivesse ido para Derbyshire com Bingley, Jane ou Elizabeth teriam aceitado Collins porque não teriam perspectiva melhor em vista. Digamos que fosse Lizzy para que Jane tivesse mais chance na vida – imagino que a personagem fizesse isso. Pois bem, imagine que Darcy tivesse aceitado Anne, por dever. Daí quando eles se conhecem em Kent na Páscoa, estariam os dois comprometidos.
O que aconteceria?
The Prince of Pemberley é isso: os dois são casados.
Foram amigos por carta na adolescência, mas perderam contato. Quando se reencontram, estão beirando os 40, casados, com filhos.
Muito felizes de se reencontrarem, a amizade recomeça como se não tivessem perdido contato, viram confidentes e … amantes.

FPTM: Gostei da história! Mas muito diferente da história do seu último lançamento, 45 dias na Europa com Sr. Darcy.
MB: Muito!

FPTM: Pode falar-nos um pouco desse livro?
Já tinha sido lançado em inglês, certo? Porquê traduzir agora?
MB: 45 é minha estória mais leve, mais fofa.
Costumo puxar por temáticas mais duras para conduzir o amor entre pessoas que querem muito ser felizes. Em 45, quis fazer uma adaptação certinha, linear de Austen.
Tem muita gente que me pede para escrever em Português. Leem as fics gratuitas que estão no meu blog, gostam, mas os livros são em Inglês. Sempre tive os planos de fazer as versões, mas faltava inspiração…
Agora veio tanta que escrevi um outro livro totalmente em Português – talvez nunca ganhe versão em Inglês: ‘Preconceito, Orgulho e CAFÈ’

FPTM: E esse livro será lançado quando?
MB: Em princípio no Natal.

FPTM : Moira, From Pemberley to Milton vai oferecer um 45 dias na Europa com Sr. Darcy aos seus leitores. O que podem esperar desse livro?
MB: Uma boa homenagem a O&P, uma adaptação linear e carinhosa do clássico de Austen. Muita irreverência, lugares lindos, um casal apaixonado e apaixonante. Juntei coisas que amo: viajar, Rio de Janeiro, Darcy… Acho que podem esperar viajar na viagem de Lizzy rumo ao desconhecido mundo das paixões arrebatadoras.

FPTM: Obrigada pela visita a From Pemberley to Milton Moira! 45 dias da Europa com Sr. Darcy é mesmo apaixonante!

E From Pemberley to Milton quer partilhar este romance com os seus leitores premiando uma pessoa com um ebook através de um giveaway.
brindes
Para participar neste giveaway basta partilharem o vosso carinho com a Moira Bianchi e deixarem um comentário ou questão nesta entrevista. Podem fazer as perguntas que quiserem, a Moira estará disponível para responder a todos os nossos leitores.
Para além do ebook que From Pemberley to Milton vai oferecer a um dos seus leitores, a Moira também quer oferecer um mimo aos seus leitores portugueses.
A Moira vai oferecer um pack de 45 dias na Europa com Sr. Darcy que incluem um ecobag e marcadores de livros de 45 dias na Europa com Sr. Darcy e Orgulho, Preconceito e Café autografados!
From Pemberley to Milton vai selecionar aleatoriamente dois dos seus leitores. O primeiro leitor irá ganhar o ebook, disponível para os nossos leitores em qualquer parte do mundo, e o segundo leitor irá ganhar o pack 45 Dias na Europa com Sr. Darcy, disponível apenas para residentes em Portugal.
Poderão participar neste giveaway até dia 3 de Setembro e os vencedores serão anunciados dia 4 de Setembro.