sexta-feira, 29 de março de 2013

Too mainstream for me

Hey there!

These last days I've been preparing my life to take a week off visiting the Milan furniture fair. Had to organize my practice, my son's life, fish winter clothes that I seldomly use here in Rio (and that probably won't be enough for Europe's chilly spring), etc. 


Ah, the joys and the worries of wandering around the world...

Also, in my JAFF little world things are pretty eventful too. The Lizzie Bennet Diaries has come to an end yesterday and my Facebook only talks about it. 



I hate when Pride and Prejudice ends.
Maybe that's why I keep retelling their story over and over.

Besides, I've been posting my new story Image and Likeness and as I expected - as well as forewarned by my sweet Beta Mimi - it's been making waves.

Rejection isn't a new thing for me in the JAFF world. I found out that people tend to be overprotective of ODC, especially if one - Brazilian, younger than average Native English speakers Janeites, a totally peripheral person - has the gall to write a fanfic. Yeah, it seems silly. Guess what? It IS silly.

Ms Austen's work is public domain and although I'm not sure she would be completely happy with the several colors we paint her 'own dearest child' I can be quite certain everyone has the same 'right' over her work.

Mr Darcy and Lizzy do not belong to me.
Or to you. Or to the Lady Catherines of the world. They belong to good literature, to their fandom, to the collective imagination of romance lovers and social critics.

The off stream success of The Lizzie Bennet Diaries is proof of that. It has a careful production even though it's low budget, they did a modern adaptation as we've seen several others, they added a comical spot. And they didn't stop when critics came along.


'Life isn't about do overs. And I think we'll all be stronger for it.'

Lizzie just said that on her final moments of episode 100. And so it is.

Like Lizzie and Charlotte say, I'm also a different person from when I accidentally found episode 1 on YouTube and posted it here almost an year ago.  Back then I was scared shit of my own hobby as a writer, very unsure of my nack for telling stories and counting on Heavens to back me up on the posting of Friendship of a special kind.

Today my book is out, I have 2 ready to self publish as well, a longer story in the oven and I am having fun with it.

Nevertheless, of course being thus rejected in such an uncivil manner makes me sad.


''the mods and admins have come to the conclusion that this story is not a good fit for this forum as a 'mainstream JAFF site' and it and the comment thread have been removed from the forums. Frankly, due to the stated subject matter, none of the mods are willing to monitor the story to make sure it doesn't cross over into territory that is not allowed. We suggest you post the story elsewhere, and wish you the best of luck.''

But now I'm strong enough to sigh and let Lady Catherine behind in that prettish little wilderness in my garden and move on.

Bernie Su answered a fan's question on why didn't Darcy's cell phone beep right before Lizzie left him a message back on episode 97.

I guess I'm also NOT MAINSTREAM ENOUGH.


Many authors have been rejected when first submitting their work. Some turned out to be best sellers afterwards. Some may have taken Lady C's words too seriously. Can we say who was the wiser?

Why post a story before self publishing anyway?

I don't know. My hubs keeps asking me this. I guess I like the feedback. And Ms Austen's work is public domain... Why would not my messing up with it not be available too? Do I have this right?

Especially today all these reasoning have a special meaning. It's holy Friday for us here in Brasil, a religious Catholic holiday when we celebrate and reflect about Christ's passion and how by rejecting him we were all saved.

xx


Easter always has a way to touch me.

Happy Easter everyone.

terça-feira, 26 de março de 2013

(another) DIZZIE playlist

hi there!

so, these days we've been dragged into the wave of overwhelming love due to the end of Pride and Prejudice in The Lizzie Bennet Diaries.
darcy and lizzie episode 99 love
The Lizzie Bennet Diaries, cutest of the cute episode 99.

The cute girls who build the amazing Socially awkward Darcy put together a playlist and well...  
I do love a playlist. 
It's already downloaded and loaded into my mp3 player. Tomorrow I'll be running with Dizzie again. Yay! You know what it usually means, don't ya?


So, here are the links for the Socially Awkward Darcy's Ultimate Fandom Dizzie playlist divided in 2 parts on 8 tracks
Part 1  and  Part 2

I added a few songs of my own, like Maxwel's songs (the ones he does Collins parodies). Well, I have been a sucker for Rick Astley for at least 25 years...  
Aw, old me! 
And then some other good songs that were suggested but were cut from the final playlist. And some more that I love and always remind me of ODC.

Here are them (all):


1.       Be still by Postal Service

2.       I will possess your heart by Death cab for cutie

3.       The bad in each other by Feist

4.       All this and heaven too by Florence and the machine

5.       Please don’t say you love me by Gabrielle Aplin

6.       Ho hey by The Lumineers

7.       Collide by Howie Day

8.       Incredible by Joss Stone

9.       Suit & tie by Justin Timberlake ft. Jay Z

10.   You and me by Lifehouse

11.   Who’d have known by Lily Allen

12.   Touches you by Mika

13.   Black Ballons by Local Natives

14.   If you believe me by Relient K

15.   Never gonna give you up by Ricky Astley

16.   King of anything by Sara Bareilles

17.   The call by Regina Spektor

18.   Start a war by The National

19.   We are never getting back together by Taylor Swift

20.   Oh, Love! By William Beckett

21.   This kiss by Carly Ray Jepsen

22.  Little things by One Direction

23.   Remembering the first time we made love by Simply Red

Last but not least

24.   I don't wanna dance by Eddy Grant

25.   I can see clearly now  by Jimmy Cliff



Let me remind you that this list is a crazy mix I created inspired by the original SAD playlist. SAD has put together a beautiful list and the credit is all theirs.

Also, I have playlists for my stories... As you know already.

For my book 'Friendship of a special kind'



For my new story 'Image and Likeness'.





BTW, 3000 views and counting... Tomorrow: Meet Charlotte.



  What can I say?... I love playlists ever since we had to spend a whole afternoon clicking pause/rec/play in our gigantic k7 microsystems.


Aw, darn. OLD, OLD ME!...

bj

quinta-feira, 21 de março de 2013

The Lizzie Bennet Diaries ROCKED TODAY!

Hey, hey, hey!!!

So I'm a sucker for Pride and Prejudice. Absolutely NO NEWS to anyone. 
But today was such a cool day! Why?




THE LIZZIE BENNET DIARIES ROCKED! 


I've said twice before that this web series rocks. Right at the begining and then later on when dear Mr D showed up. But today they hooked up!


I soooo love this part of the story...

That's why IN MY STORIES they hook up as soon as possible, because I love this couple together as much as I love Mr D!


So, if by some mean twist of fate you didn't catch up with today's episode, here it is. And watch out for the next - and sadly last - 2 episodes because they will probably just as lovely.


BTW, about 'Image and Likeness'... people are kinda shocked. Absolutely NO REVIEWS or COMMENTS even though chapter 2 had more than 600 views in less than 24hs... Is this a good sign that this story is budging people? I can only wonder....


see ya.

images found on Fb, babbling in ecstase is mine.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Comemorando no style!

'O Sr. Bingley era um homem belo e distinto. De semblante agradável, os seus modos eram delicados e simples.'... 'O cunhado, o Sr. Hurst, não passava de um homem vulgar, mas o Sr. Darcy, o amigo, logo chamou sobre si as atenções do salão pela sua alta e elegante estatura, os traços formosos e o porte desenvolto, correndo célere, cinco minutos após a sua entrada, o rumor de que ele possuía rendimentos no valor de dez mil libras anuais. Os cavalheiros classificaram-no como um belo tipo de homem, as senhoras declararam ser ele bem mais formoso que o Sr. Bingley, e ele foi longamente admirado, até os seus modos deixarem transparecer um enfado que muito afectou a sua popularidade. A partir desse momento consideraram-no um orgulhoso e pedante, longe de se mostrar divertido, e nem as suas extensas propriedades no Derbyshire o impediram de ter uma expressão sinistra e desagradável ...'


 O seu orgulho - disse a Miss Lucas - não me indigna tanto como qualquer outro o faria, pois ele é, de certo modo, desculpável. Não admira que homem tão belo, de ótima família, rico e com tudo a seu favor tenha um elevado conceito de si próprio. Se é que me posso exprimir assim, ele tem o direito de se sentir orgulhoso.


- Tens toda a razão no que diz - replicou Elizabeth -, e eu seria a primeira a fechar os olhos ao seu orgulho, se ele não tive ,se ferido o meu.





 ‘Entre ele (Bingley) e Darcy existia uma sólida amizade, apesar dos feitios diametralmente opostos. Bingley cativava Darcy pela brandura, franqueza e docilidade do seu caracter, se bem que nenhum houvesse que maior contraste oferecesse com o seu e se bem que com o seu nunca ele visse razão para queixa. Na estima de Darcy tinha Bingley uma confiança inabalável e do seu juízo a mais elevada opinião. Em inteligência, Darcy superava-o. Bingley não era de modo algum deficiente, mas Darcy era esperto. Era simultaneamente arrogante, retraído e difícil de contentar, e os seus modos, apesar de delicados, não atraíam.'




Pois bem, minha querida' - disse ele (Mr Bennet), quando Elizabeth acabou de falar. 'Nada mais tenho para te dizer. Se é esse o caso, ele merece-te. Nunca me poderia separar de ti, minha querida Lizzy, entregando-te a alguém menos digno da tua estima.'




Há um ano e um dia atrás, 14 de março de 2012, eu comecei esse blog sem ter muita certeza de onde estava me metendo.


Agora eu acho que sei onde estou e para onde estou indo, e estou muito mais confiante a ponto de começar mais um processo de publicar outro livro - meu segundo.
 

Esse último ano foi ótimo para o meu hobby - que pode ter tomado FERMENTO demais - aconteceu coisa pácas: Eu consegui coragem suficiente para postar meu romance, escrevi e postei um monte de outras estórias, engoli minha frustração de não nem discípula de Clarice ou Quintana ou Drummond e escrevi em Português, auto-publiquei meu primeiro livrouau, eu estive ocupadíssima!


                E por coincidência - no duro, foi coincidência - meu post de aniversário do blog fala deMr Darcy!


Completando o tripé (sem trocadilhos, pls) que sustenta minha nova estória ‘Imagem e Semelhança’, vamos conversar sobre como eu vejo Sr D. em Orgulho e Preconceito.


Fico pensando que ele é o tipo de cara que os caras gostariam de ser. Um modelo para os outros cavalheiros que o admiravam por vários motivos. As citações de O&P acima dá para perceber como ele é 'lido' na sociedade:  fino, elegante, alto e charmoso, bonito, um homem muito belo, de ótima família, rico, bem relacionado; inteligente, esperto, de modos delicados, educado. Um homem digno.


Ah... talvez seja também a infindável gozação dos meus amigos homens que sempre comentam como esse tal de Sr Darcy é tãããããão perfeito. Como é impossível competir com ele. (é mesmo!)


Mas então, podemos dizer que o Sr Darcy tem várias excelentes qualidades. Savoir-faire. Prudência. Ele ama sua família e sua fazenda, suas raízes. Ele é persistente. Às vezes chato, mas se dedica para alcançar seus objetivos. Não aceita treta de ninguém. Um manda-chuva. Tão certinho e tão certo de suas convicções que não mudaria de opinião por ninguém mesmo que ninguém estivesse de olho nas suas reações. Mas que acaba por mudar de opinião depois que a mulher que ele amava lhe mostrou umas verdades da vida. Isso é danado de bacana.


Eu achei uma lista muito engraçada de homens em quem outros homens deveriam se inspirar.

George Clooney. Toma classe no café da manhã.

Simon Cowell. Nunca - nunquinha - teve uma opinião errada sobre nada.

James Caan. Ele sempre pareceu mais durão que a gente, sempre pareceu que tinha mais razão. E agora que está velho e cansado a gente espera bem lá no fundo que ele ainda seja melhor do que nós somos.

O que quero dizer  é que um homem que outros homens gostariam de ser é frequentemente rodeado de inveja. Inveja pura ou invejinha branca, mas de qualquer forma aquela maldadezinha tipo 'se eu usar os mesmos óculos de sol que aquele ator usa vou parecer com ele'. Infelizmente quase nunca é 'Se eu for um cavalheiro como aquele cara é eu posso conseguir conquistar uma mulher bacana como a dele.' 

Todos nós conhecemos pelo menos um Wickham para entender isso, né?

Da maneira como vejo, Darcy influencia e impressiona os outros personagens do livro não só pela sua fortuna: é sua personalidade fote e decidida.  
Ele é cabeça-dura e até míope algumas vezes. Orgulhoso e inteligente. 

Esses mesmos adjetivos não 'caberiam' 


na Lizzy também?


E à propósito, naquela lista bem humorada de celebridades masculinas para serem admiradas tinha… Martha Stewart. Não engole sapo. Espertíssima. Autoridade em vários assuntos. Vendedora de mão cheia. Vale ouro. Que homem não ia querer ser essa mulher?


Essa é a questão: Quem na vida quer ser pau mandado de alguém?


Celebrando esse meu primeiro aniversário como blogueira eu comecei a postar ‘Image and Likeness’ - uma estória sobre duas mulheres ciumentas que se recusam a engolir sapos.

Por enquanto só em Inglês. A versão em Português será publicada logo.
 



*KISS ME: I’m a one year old blogger!*

Imagens encontradas no Google, citações de Ms Austens em Orgulho e Preconceito, conversinha é minha.
Ah! E o aniversário de um aninho tb é meu